Campua.png

Estudantes de informática utilizam a educomunicação como base para trabalho escolar

Educação Ambiental e Informática. Aparentemente, as duas áreas de conhecimento não teriam muita aproximação, mas o professor Francisco Ramon lançou o desafio para cerca de 30 estudantes do 3º ano do curso técnico integrado de informática e os jovens já estão cheios de ideias para transformar em realidade.

A proposta consiste em desenvolver produtos de comunicação, como sites, blogs e aplicativos, com foco na disciplina “educação ambiental”. Os princípios da educomunicação servirão de base para os jovens compartilharem saberes com toda a sociedade de modo colaborativo, crítico, criativo e inovador.

A meta é concluir e implementar os projetos no fim do ano letivo, previsto para abril de 2017, além de integrar a atividade às avaliações de outras disciplinas, especialmente, tecnologia da informação, a partir da 3ª e 4ª unidades. “Pensei neste trabalho para incentivar os alunos a dialogar com as duas áreas de conhecimento. Acho que falar de meio ambiente, políticas, tecnologias, etc. sem uma relação adequada com a informática seria coisa de ‘ecochato’, como são chamadas as pessoas que trabalham na área de meio ambiente”, comentou o docente.

A turma está dividida em sete equipes. Os temas já foram escolhidos e incluem valorização da história e preservação do Rio Cochó, arborização de espaços públicos e reutilização de resíduos sólidos no município de Seabra, combate a incêndios na Chapada Diamantina, integração de empresas, ONGs e sociedade para a realização de projetos, campanhas e eventos ambientais.

Para a jovem Marina Lacerda, a proposta foi uma surpresa. “Nunca pensei que na grade curricular de um curso técnico de informática teria alguma matéria relacionada à educação ambiental. Quando eu soube disso, estranhei. Porém, no decorrer das aulas, percebi que esses dois conhecimentos não eram tão adversos, ao ponto de não conseguirem dialogar. Isso vem ficando cada vez mais evidente durante esse processo de criação do projeto solicitado pelo professor, no qual é necessário a união dessas duas áreas para solucionar alguma problemática do cotidiano. Estamos adquirindo informações ambientais importantes. Além disso, estamos procurando transmitir esse conhecimento, por meio da informática, ou seja, estamos tentando potencializar o processo de preservação do meio ambiente, através dos nossos conhecimentos técnicos. Espero que, ao findar o projeto, sejamos capazes de atuar de forma mais consciente e também de promover essa consciência, com o intuito de estabelecer uma boa relação sociedade-natureza", destacou Marina.

Acompanhe as novidades em nosso site! Em breve divulgaremos mais informações a respeito da atividade.

Texto: Verusa Pinho

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia - Campus Seabra
Estrada Vicinal para Tenda, s/nº, Barro Vermelho - Seabra/BA CEP: 46.900-000 - Tel.:55(0xx75)99811-1125/1016